Juízes são contra PEC que permite perda do cargo por decisão administrativa

    0000703_justicaMaoMartelo
    A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) encaminhou nesta quarta-feira (3), a todos os senadores, a Nota Técnica 1/2010, por meio da qual manifesta seu posicionamento contrário à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 89/2003, que dá nova redação aos artigos 93 e 95 da Constituição Federal.

    No entendimento da entidade, ao permitir a perda do cargo do magistrado por decisão administrativa, a proposta reduzirá direitos constitucionais e destruirá uma das garantias da categoria: a vitaliciedade.

    A PEC busca impedir a utilização da aposentadoria compulsória dos magistrados como medida disciplinar, permitindo a perda de cargo por decisão administrativa de dois terços dos membros do tribunal ao qual o juiz estiver vinculado. Também substitui a figura da disponibilidade remunerada pela suspensão do exercício do cargo sem remuneração.

    Hoje, a perda definitiva do cargo de juiz ocorre apenas por decisão judicial transitada em julgado, sendo que, no âmbito administrativo, a penalidade máxima ao magistrado é a decretação da aposentadoria compulsória, por voto da maioria absoluta do tribunal ou do Conselho Nacional de Justiça.

    Na visão da Ajufe, a punição firme de desvios funcionais e corrupção praticada por juízes é uma das condições para que as instituições públicas ganhem confiança e credibilidade. No entanto, “nenhuma garantia posta na Constituição Federal pode ser reduzida ou afastada por mera decisão administrativa”.

    Agente político

    Entre os argumentos para a aprovação da proposta está o de que há a intenção de aproximar o regime funcional dos juízes ao dos demais servidores públicos. A Associação entende, no entanto, que o magistrado, além de servidor, é agente político que exerce parcela de poder estatal. “Para poder atuar com autonomia e independência, a Constituição Federal o cercou de garantias. Entre elas, a da vitaliciedade (art. 95, inciso I, CF/88), que a PEC 89/03 pretende reduzir o seu alcance”, diz trecho da nota técnica.

    A PEC está em trâmite no Plenário do Senado Federal, cuja pauta está trancada por duas medidas provisórias. Diante desse contexto, a Ajufe decidiu manifestar-se sobre o tema, com o objetivo de sugerir alterações no texto da proposta, de modo que o resultado final da discussão sobre o tema seja o melhor para a magistratura e a sociedade brasileira em geral.

    Texto: Letícia Capobianco
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00
    TV Diário
    Terça-Feira às 00h45

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Informativo Ajufe
    Setembro de 2017

    Nesta edição, os 45 anos de fundação da Associação são homenageados. Além disso, o informativo traz também as últimas atividades realizadas pela Ajufe em 2017.

    Revista Direito Federal
    Revista de Direito Federal nº 96

    Nesta 96ª edição, a Revista Direito Federal disponibiliza os trabalhos individualmente, por autor. 

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 11

    Juízes federais que escrevem além das sentenças: em verso, rima, ritmo e métrica.

    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org