Leia a nota em resposta à entrevista de Peluso sobre férias


    9TCEECA5NR61YCARQ3P2UCAJM8U7ECA2HQBLDCALAW50JCA5EBBX8CAVXMLENCALDVVS7CA703N2HCA5V4VINCAERJMDYCARWXYZNCAZXBD2GCANVQVUACABERPWXCAFXQC1ZCAIKF9BGCAEJIHPN

    A Ajufe, a Anamatra e a AMB divulgaram nota pública em defesa da manutenção do atual sistema de férias da categoria, por entenderem que está em equilíbrio com o seu estatuto e suas peculiaridades. O documento foi elaborado em razão da entrevista publicada nesta quinta-feira (11) pelo jornal Folha de S.Paulo, na qual o presidente eleito do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, ressaltou sua posição a respeito do tema.

    Confira a seguir a íntegra da nota:


    Nota Pública

    A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), considerando a entrevista publicada pela Folha de S. Paulo, na edição de hoje, com o Exmo. ministro Cezar Peluso, vêm a público externar:

    1. Os juízes brasileiros sempre estiveram abertos ao diálogo com o Congresso Nacional e a sociedade civil sobre a estrutura e o funcionamento do Poder Judiciário. Exemplo disso é a ativa participação da magistratura no debate em torno do fim das férias coletivas nos tribunais de apelação (em vigor desde a promulgação da Emenda 45/2004), bem assim da fixação de um período férias para os advogados, ora em discussão no Senado Federal.

    2. O regime de férias da magistratura nacional, fixado pela Lei Complementar nº 35, resulta de um sistema conglobado de direitos e deveres, que, a par de prever dois períodos de 30 dias, não reconhece qualquer duração de jornada para os juízes, os quais, habitualmente, extrapolam, e muito, a jornada legal fixada na Constituição Federal e no Estatuto dos Servidores Públicos Federais. Também não há qualquer acréscimo remuneratório em casos de plantões judiciais em fins de semana e feriados. Some-se a isso o fato de os magistrados não poderem exercer nenhuma outra atividade remunerada, a não ser o magistério.

    3. Além disso, como bem reconheceu o eminente presidente eleito do Supremo Tribunal Federal, não raro os juízes se utilizam de parte substancial de suas férias para manter atualizadas as suas atividades jurisdicionais, máxime diante do atual quadro de fixação de metas de nivelamento e de produtividade.

    4. Por essas razões, as associações representativas da magistratura brasileira, ao tempo em que louvam o saudável debate em torno das questões do Poder Judiciário e de seus membros, entendem – assim como o próprio ministro Cezar Peluso –, que o regime atual de férias está em equilíbrio com o seu estatuto e suas peculiaridades, assim como sucede com outras carreiras de Estado, razão pela qual defendem a manutenção do atual sistema, em virtude das limitações atribuídas por lei aos seus integrantes.

    Brasília, 11 de março de 2010

    Mozart Valadares Pires
    Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB)
    logo_amb

    Luciano Athayde Chaves
    Presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra)
    logo_anamatra

    Fernando Mattos
    Presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe)
    logo_ajufe
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00
    TV Diário
    Terça-Feira às 00h45

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Informativo Ajufe
    Setembro de 2017

    Nesta edição, os 45 anos de fundação da Associação são homenageados. Além disso, o informativo traz também as últimas atividades realizadas pela Ajufe em 2017.

    Revista Direito Federal
    Revista de Direito Federal nº 96

    Nesta 96ª edição, a Revista Direito Federal disponibiliza os trabalhos individualmente, por autor. 

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 11

    Juízes federais que escrevem além das sentenças: em verso, rima, ritmo e métrica.

    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org