Justiça definirá punição a ex-prefeito por grilagem

    O Ministério Público Federal no Pará (MPF-PA) pediu à Justiça que mantenha a sentença que condenou o ex-prefeito de Porto de Moz, Gerson Salviano Campos, por grilagem de uma área de 39,6 mil hectares da floresta nacional de Caxiuanã, entre os rios Xingu e Anapu, no norte paraense.

    Segundo o MPF-PA, em maio deste ano, o juiz federal Antonio Carlos Almeida Campelo, da Justiça Federal em Altamira, declarou nulo o registro da área, denominada Fazenda Itaboraí, e condenou o ex-prefeito ao pagamento de R$ 500 mil por danos morais. Em junho, o ex-prefeito ajuizou no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) recurso contra a sentença, alegando que havia adquirido o imóvel de boa-fé.

    Na manifestação apresentada à Justiça pela negação do recurso, o procurador da República Felício Pontes Jr. rebate a argumentação da defesa, informando à Justiça que o próprio sogro do ex-prefeito, de quem Gerson Salviano Campos diz ter comprado a fazenda, declarou à Polícia Federal que a escritura de compra e venda é falsa. Em 2003, ao ajuizar a ação por grilagem, o MPF-PA informou à Justiça que o Instituto de Terras do Pará (Iterpa) havia considerado os documentos falsos.

    O argumento da defesa de que a ação ajuizada pelo MPF já teria prescrito também é contestada pelo procurador da República, que considera a alegação "totalmente descabida". Pontes Jr. explica que, "por se tratar de terra de domínio público, a própria Constituição garante que não há prescrição para ações judiciais desse tipo".

    O ex-prefeito também alegou na defesa que sua conduta não causou prejuízos morais à sociedade e que, por isso, não deveria ter de pagar a multa de R$ 500 mil. Na opinião do procurador, a grilagem por si já pode ser considerada uma afronta a toda a sociedade, punível com o pagamento de indenização. "A situação torna-se ainda mais esdrúxula quando se constata que a conduta foi praticada por quem detém cargo público e, portanto, deveria constituir exemplo de moralidade dentro da administração pública", disse o procurador.

    Fonte: Agência Estado

    Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/AJUFE_Brasil

    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00
    TV Diário
    Terça-Feira às 00h45

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Informativo Ajufe
    Setembro de 2017

    Nesta edição, os 45 anos de fundação da Associação são homenageados. Além disso, o informativo traz também as últimas atividades realizadas pela Ajufe em 2017.

    Revista Direito Federal
    Revista de Direito Federal nº 96

    Nesta 96ª edição, a Revista Direito Federal disponibiliza os trabalhos individualmente, por autor. 

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 11

    Juízes federais que escrevem além das sentenças: em verso, rima, ritmo e métrica.

    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org