Tribunal busca apoio para construir sede

    DOURADOS (MS) – O presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região o desembargador Roberto Luiz Ribeiro Haddad e o desembargador federal Nery Azambuja estiveram reunidos na tarde desta terça-feira com o deputado federal Marçal Filho (PMDB), para pedir apoio à construção da nova sede da Justiça Federal, em Dourados, onde funcionará o Juizado Especial Federal (JEF). O prédio atual não comporta um novo juizado e nem outra vara. O órgão sofre ainda com a grande demanda de processos e a medida tem como objetivo tornar mais ágeis as ações do judiciário federal, na região Sul do Estado.

    Na reunião emergencial os representantes do TRF pediram a ampliação dos recursos para implantação da 4ª Vara de Justiça Federal, no município.

    Parte dos recursos da ordem de R$ 900 mil já foram garantidos pelo deputado e serão liberados ainda este ano, para a criação da JEF. No entanto os desembargadores pediram mais R$ 900 mil, por conta da necessidade da implantação de mais uma vara da Justiça Federal, em Dourados.

    "O presidente do TRF pediu que eu encabeçasse as negociações em Brasília-DF, junto à bancada federal do Estado, para viabilizar esses recursos extras. Ele quer que eu acompanhe de perto todos os processos até a liberação da verba", explicou o parlamentar.

    Os desembargadores agradeceram a disposição de Marçal em atender o convite de liderar as negociações para a implantação tanto da JEF, quanto da 4ª Vara da JF, que trarão inúmeros benefícios à população da Grande Dourados.

    PREFEITURA
    Na manhã de ontem a prefeita Délia Razuk (PMDB), o secretário municipal de governo, o advogado Maurício Rasslan e o presidente da 4ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Dourados, César Augusto Rasslan Câmara, também participaram de reunião com os representantes do TRF.

    O órgão busca uma parceria junto a prefeitura de Dourados, através de uma permuta do prédio onde funciona atualmente a Justiça Federal de Dourados, localizado na Rua Ponta Porã, esquina com a Avenida Presidente Vargas, por um terreno do município, ainda a ser definido pela prefeita.

    O projeto da nova sede da JF, de Dourados prevê uma área de no mínimo 20 mil m². O secretário de governo explica que conversou com a prefeita e já iniciou o estudo de duas áreas na cidade. "A prefeitura não dispõe de uma área de dois hectares, que é o tamanho que a Justiça federal necessita. No entanto vamos conversar com proprietários e se houver interesse iniciaremos as negociações", ressaltou Maurício.

    O presidente da OAB explica que a criação da Justiça Especial Federal, em Dourados, assim como da 4ª Vara, irão desafogar a Justiça Federal, principalmente os processo considerados de maior complexidade, como por exemplo, os que envolvem a Previdência Social.

    "Hoje os processos que estão na Justiça Federal caminham em passos lentos, porque Dourados atende causas de toda a região Sul do Estado. A Justiça Especial irá funcionar no novo prédio da Justiça Federal. Esses investimentos trarão também agilidade na resolução de pequenas causas", enfatizou César Rasslan.

    Fonte: Jornal O Progresso
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00
    TV Diário
    Terça-Feira às 00h45

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Informativo Ajufe
    Setembro de 2017

    Nesta edição, os 45 anos de fundação da Associação são homenageados. Além disso, o informativo traz também as últimas atividades realizadas pela Ajufe em 2017.

    Revista Direito Federal
    Revista de Direito Federal nº 96

    Nesta 96ª edição, a Revista Direito Federal disponibiliza os trabalhos individualmente, por autor. 

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 11

    Juízes federais que escrevem além das sentenças: em verso, rima, ritmo e métrica.

    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org