Curso capacita juízes para gestão de varas criminais

    Ao todo 141 juízes e servidores da Justiça Federal estão sendo capacitados para a adoção de práticas modernas de trabalho que darão maior agilidade à tramitação de processos criminais. O curso à distância sobre o Plano de gestão para o funcionamento das varas criminais e de execução penal é promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com o Conselho da Justiça Federal (CJF) e a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento da Magistratura (Enfam). A capacitação, que vai até o fim deste mês, visa a formar magistrados e funcionários para garantir a efetiva inserção das medidas previstas no plano aprovado em março deste ano pelo CNJ.

    A iniciativa integra o Ano da Justiça Criminal, definido pelos presidentes dos 91 tribunais brasileiros em fevereiro no 3º Encontro Nacional do Judiciário. Segundo o conselheiro Walter Nunes, coordenador do curso e autor do plano, a formação está sendo oferecida inicialmente apenas para integrantes da Justiça federal, mas a ideia é que seja estendida para o Judiciário estadual. As aulas são ministradas pela internet e colocadas à disposição para os participantes que podem ter acesso a todo o material e vídeos das palestras no horário mais conveniente. O curso também conta com fórum de discussão em que os juízes e servidores podem debater online os temas tratados nas aulas, tirar dúvidas com o palestrante e compartilhar boas práticas adotadas em suas localidades.

    Na quarta-feira da semana passada, o conselheiro falou sobre os procedimentos previstos no plano de gestão em videoaula gravada para a formação.Aprovado em março deste ano pelo plenário do CNJ, o plano é composto por medidas que visam à modernização do sistema penal brasileiro. Entre elas está a realização de depoimentos por meio audiovisual e audiências por videoconferência, além da instituição de mecanismos para controle dos prazos de prescrição nos tribunais e juízos dotados de competência criminal.

    O documento prevê ainda o uso de sistemas eletrônicos para agilizar a comunicação das prisões em flagrante, assim como o monitoramento eletrônico dos presos que cumprirão pena em regime domiciliar. A capacitação de 40 horas/aula está dividida em cinco módulos que abordam as fases investigatória e processual, além do processamento judicial das execuções penais, tecnologia de informação e gestão de pessoas nas varas criminais e de execução.

    Fonte: Jornal do Commercio
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00
    TV Diário
    Terça-Feira às 00h45

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Informativo Ajufe
    Setembro de 2017

    Nesta edição, os 45 anos de fundação da Associação são homenageados. Além disso, o informativo traz também as últimas atividades realizadas pela Ajufe em 2017.

    Revista Direito Federal
    Revista de Direito Federal nº 96

    Nesta 96ª edição, a Revista Direito Federal disponibiliza os trabalhos individualmente, por autor. 

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 11

    Juízes federais que escrevem além das sentenças: em verso, rima, ritmo e métrica.

    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org