Hidroporto - liminar ordena a retirada de materiais do Rio Ceará

    Hidroporto - liminar ordena a retirada de materiais do Rio Ceará

    O imbróglio que envolve o caso da invasão do terreno do Hidroporto de Fortaleza, localizado na Barra do Ceará, às margens do Rio Ceará, teve mais um capítulo encerrado ontem. O juiz federal da 22ª Vara do Estado, em auxílio à 1ª Vara, deferiu uma liminar a favor do Ministério Público Federal (MPF/CE) proibindo que entulhos e maquinários sejam colocados no local, e exigindo a retirada dos materiais já existentes no Hidroporto. A decisão tem ação imediata e ainda sugere indenizações por danos ambientais a serem pagas pelas empresas Brasimar Serviços Marítimos, Penedo Serviços Marítimos LTDA e Contorno Máquinas e Equipamentos.

    A procuradora da República, Nilce Cunha Rodrigues, explicou que a decisão foi provocada por denúncias e foi verificado que os materiais colocados nos locais trazem prejuízos ao meio ambiente. Outro motivo para a suspensão das atividades no Hidroporto é que os terrenos da região pertencem ao patrimônio da União e são protegidos por lei, já que tratam-se de Áreas de Proteção Permanente (APPs).

    De acordo com a procuradora, caso as medidas liminares não sejam cumpridas, as empresas autuadas podem sofrer multas diárias, com valores a serem definidos pelo juiz que analisa o processo. Nilce Cunha disse ainda que entrou com um requerimento, no último dia 28 de dezembro, para que o juiz pedisse uma vistoria do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

    "O mais difícil já foi feito. Juntamos todas as provas e convencemos o juiz a dar a liminar. Agora temos que vigiar para saber se essa decisão está sendo cumprida. Caso contrário, vamos requerer a aplicação de sanções, sendo que eles podem recorrer dessa decisão. Em seguida, eu vou me manifestar sobre os argumentos que as empresas apresentarem na contestação", esmiuçou ela.

    O TERRENO TEM DONO SIM

    A equipe do Jornal O Estado esteve no Hidroporto na tarde de ontem e flagrou a colocação de uma embarcação no Rio Ceará. O proprietário da empresa Contorno Máquinas e Equipamentos, José Eduardo dos Santos, estava no local e disse ser o dono do terreno citado na ação do MPF. Segundo ele, as acusações referidas às atividades realizadas ali não condizem com a realidade, tendo em vista que o terreno é particular e funciona justamente como um local de retirada de pedaços de embarcações do fundo do mar.

    O empresário salientou que possui todos os documentos que provam a compra do terreno, feita há dois anos, negociada com a empresa Salineira de Fortaleza. Ele confirmou que o terreno faz parte do patrimônio da União e que trata-se de uma APP. Entretanto, garantiu que possui autorizações da Marinha e do Serviço de Patrimônio da União (STU) para realizar suas atividades no local.

    "Não existe problema nenhum com o terreno. Esses equipamentos que estão aqui são meus e são utilizados para fazermos o trabalho de retirada de aço velho de dentro do rio. Não estamos degradando o meio ambiente. Pelo contrário, estamos ajudando a preservá-lo. Faço questão de mostrar ao juiz todos os meus documentos e ele vai ver que não estamos fazendo nada de errado. Mas até agora não fui notificado de nada. Esta embarcação que estamos lançando ao mar é justamente para realizar trabalhos marítimos e vai empregar várias pessoas", explicou ele.

    NÃO É A REALIDADE

    O historiador Adauto Leitão salientou que a Justiça assumiu toda a veracidade dos autos e confirmou que nenhuma atividade pode ser realizada no local. Segundo ele, a versão de que o terreno é particular não condiz com a realidade e que as empresas citadas estavam sabendo das notificações. "Todos os órgãos competentes apuraram que ali é uma área de interesse ambiental e histórica. Eles se apropriaram de uma região de interesse nacional. Como pesquisador, desejo que a área seja limpa e espero ver o Hidroporto reerguendo-se novamente", destacou.

    Fonte: O Estado
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00
    TV Diário
    Terça-Feira às 00h45

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Informativo Ajufe
    Setembro de 2017

    Nesta edição, os 45 anos de fundação da Associação são homenageados. Além disso, o informativo traz também as últimas atividades realizadas pela Ajufe em 2017.

    Revista Direito Federal
    Revista de Direito Federal nº 96

    Nesta 96ª edição, a Revista Direito Federal disponibiliza os trabalhos individualmente, por autor. 

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 11

    Juízes federais que escrevem além das sentenças: em verso, rima, ritmo e métrica.

    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org