TRF-1: União é condenada a indenizar vítima

    A 5ª turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região condenou a União a pagar indenização de até R$ 100 mil por danos morais à família de uma das vítimas de um acidente ocorrido em março de 2003, na BR-174, envolvendo uma viatura de propriedade do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE/RR). Ainda cabe recurso da decisão no Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

    Condenada em sentença de 1º grau, proferida pelo juiz federal Helder Girão Barreto, ao pagamento da indenização, a União apelou ao TRF da 1ª Região alegando não constar, nos autos, a conclusão do Inquérito Policial indicando culpa exclusiva do servidor que conduzia o veículo do TRE/RR.

    O desembargador federal Fagundes de Deus, relator do processo, afirmou que, conforme Laudo Pericial nº 1.421/03, elaborado pelo Instituto de Criminalística da Secretaria Estadual da Segurança Pública (Sesp), a causa determinante do acidente foi diretamente atribuída ao condutor do veículo de propriedade do órgão eleitoral, que teria invadido a pista oposta. Assim, o relator entendeu não restar qualquer dúvida sobre o dever da União de reparar os danos pleiteados.

    Os parentes da vítima também recorreram contra a sentença, pedindo que o montante da indenização fosse elevado. O valor arbitrado foi de R$ 30 mil, corrigidos monetariamente desde a data do acidente.

    Sobre o recurso da família, o magistrado afirmou ser um valor pequeno, pois o falecido deixou viúva e um filho menor de idade. Nessas circunstâncias, Fagundes de Deus elevou o valor indenizatório para R$ 100 mil, considerando-o mais justo e adequado, não configurando enriquecimento sem causa dos familiares.

    O CASO - O acidente ocorreu na altura do quilômetro 46 da BR-174, sentido Município de Caracaraí. Uma Toyota do TRE/RR, conduzida por um servidor do órgão, se chocou com um Monza que tinha quatro passageiros, que morreram na hora. O impacto foi tão grande que os corpos das vítimas ficaram mutilados.

    MAIS AÇÕES - Outros processos referentes ao acidente, que resultou na morte de quatro pessoas, tramitam na Justiça. Um dos mais adiantados e que está em fase de execução da sentença é o da viúva da vítima Edson Almeida Gomes, 26.

    A decisão em 1ª instância foi proferida também pelo juiz federal Helder Girão. A União foi condenada a pagar R$ 15 mil por danos morais à familiar. Os valores deverão ser corrigidos a partir do dia em que foi proferida a sentença, por isso a viúva deverá receber pouco mais de R$ 30 mil.

    A União recorreu da decisão no TRF da 1ª Região, mas os magistrados mantiveram parcialmente a sentença. Foi apresentado então recurso ao STJ, que manteve a decisão de 1ª instância indeferindo o recurso da União, que alegou ser absurdo o valor da indenização por danos morais arbitrado na condenação. A fase atual do processo é o de pagamento do montante, previsto para sair ainda este ano.

    Fonte: Folha de Boa Vista
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00
    TV Diário
    Terça-Feira às 00h45

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Informativo Ajufe
    Setembro de 2017

    Nesta edição, os 45 anos de fundação da Associação são homenageados. Além disso, o informativo traz também as últimas atividades realizadas pela Ajufe em 2017.

    Revista Direito Federal
    Revista de Direito Federal nº 96

    Nesta 96ª edição, a Revista Direito Federal disponibiliza os trabalhos individualmente, por autor. 

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 11

    Juízes federais que escrevem além das sentenças: em verso, rima, ritmo e métrica.

    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org