AJUFE debate competência material da Justiça do Trabalho

    AJUFE_debate_competncia_material_da_Justia_do_Trabalho

    O coordenador de comissões da Ajufe, Ivanir César Ireno Júnior, reuniu-se nessa terça-feira (03) com o procurador-geral do Trabalho, Otávio Brito Lopes, e com o deputado federal Flávio Dino (PCdoB/MA), para discutir o texto atual da PEC 294/2008, que modifica o inciso I do artigo 114 da Constituição da República, para deslocar para a Justiça do Trabalho o julgamento dos dissídios decorrentes das contratações por tempo determinado (art. 37, IX), de comissionados (art. 37, V) ou as irregularmente estabelecidas ante a ausência de prévio concurso público, em violação ao disposto no art. 37, incisos II, V e IX (art. 37, § 2º). De autoria do deputado Eduardo Valverde (PT-RO), a PEC é relatada na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) pelo deputado Flávio Dino, que emitiu parecer em favor de sua admissibilidade.

    A Ajufe, que se posicionou contrariamente à aprovação da proposta, esclarece que a relação mantida entre servidores comissionados e a administração pública é estatutária e não contratual, o que afasta a competência da Justiça do Trabalho para apreciar a matéria. Já em relação aos temporários, a Ajufe defende, na mesma linha, que somente quando a contratação for regida pela CLT ou outra lei trabalhista específica (como, por exemplo, a Lei nº 9.962/200), a competência para o julgamento dos litígios pode ser atribuída à Justiça do Trabalho. Por fim, a Ajufe sustentou que a irregularidade da nomeação ou contratação não desvirtua a natureza jurídica do vínculo estabelecido entre a administração pública e seus servidores, sendo certo, assim, que sempre que essa relação for estatutária, ainda que irregular, a competência para dirimir os conflitos judiciais deve ser atribuída à Justiça Comum, Estadual ou Federal.

    Sobre o tema, em agosto deste ano, a Ajufe encaminhou nota técnica aos membros da CCJ, manifestando entendimento contrário à aprovação da PEC 294/2008. A partir do trabalho da Ajufe, o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) apresentou voto em separado, pela inadmissibilidade da proposta, que aguarda apreciação pelo plenário da comissão. Também participaram da reunião, realizada na sede da Procuradoria-Geral do Trabalho, em Brasília, o vice-procurador-geral do Trabalho, Jeferson Pereira Coelho, o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Luciano Athayde e o presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), Fábio Leal Cardoso.


    Texto: Jair Cardoso e Letícia Capobianco - Foto: Felipe Miranda
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 12

    Agora em formato digital, a edição reúne verdadeiros talentos da Justiça Federal, que mostram seus dons musicais, poéticos, em versos e até em fotografias.

    Agenda Político-Institucional
    Agenda Político-Institucional 2018

    O documento lançado em 2018 reúne as principais demandas legislativas, administrativas e judiciais de interesse da Ajufe, além dos projetos de integração entre associação e o cidadão. O objetivo é dar transparência à estratégia de ações da magistratura federal junto aos Três Poderes e à sociedade.

    Informativo Ajufe
    Março de 2018

    A 38ª edição do Informativo da Ajufe traz as últimas atividades realizadas pela Ajufe entre o final de 2017 e o primeiro trimestre de 2018.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org