CNJ aprova resolução sobre critérios de promoção por merecimento

    sesso_CNJ
    O plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou, por unanimidade, proposta de resolução que estabelece critérios objetivos para aferição do merecimento para promoção de magistrados e acesso aos tribunais de 2º grau. O julgamento do Ato Normativo nº 0002038-97.2009.2.00.0000 havia sido suspenso na última sessão do órgão depois do pedido de vista conjunto feito pelos conselheiros Jorge Hélio, Marcelo Nobre e Walter Nunes.

    A nova resolução adota cinco critérios para a promoção de magistrados como o desempenho, a produtividade, a presteza, o aperfeiçoamento técnico e a adequação do magistrado ao Código de Ética da Magistratura Nacional. De acordo com o relator do processo, conselheiro Ives Gandra, esta resolução tem por objetivo “o estabelecimento de critérios objetivos para a promoção por merecimento para que as promoções não sejam mais feitas por critérios políticos”.

    Ajufe

    gandra
    Durante a votação do processo em plenário, o ministro Ives Gandra Martins Filho disse que as novas regras para a promoção de magistrados levam em consideração algumas das 234 sugestões recebidas pelo CNJ durante os 30 dias de consulta pública sobre o tema, que terminou no dia 22 de janeiro. O conselheiro aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho das associações de classe, em especial a Ajufe, pelas sugestões apresentadas. “Agradeço à Ajufe, AMB, Anamatra e outras associações representativas pela participação na elaboração desta resolução. Sei que todas depositaram muita esperança neste projeto”, destacou Gandra.

    O conselheiro Walter Nunes, ex-presidente da Ajufe, elogiou o texto da resolução proposto pelo ministro Ives Gandra. Segundo Nunes, “esta resolução vem para suprir uma grande preocupação da magistratura que é, justamente, os critérios hoje adotados para a promoção de magistrados por merecimento”. Com a aprovação da resolução, os tribunais do país terão 180 dias para se adequarem aos critérios estabelecidos, a contar da publicação da resolução.

    Leia aqui a íntegra da resolução aprovada pelo CNJ.

    Texto: Jair Cardoso
    Foto: Glaucio Dettmar/CNJ
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Informativo Ajufe
    Agosto de 2018

    A 39ª edição do Informativo da Ajufe apresenta uma grande matéria de capa sobre os Centros de Inteligência da Justiça Federal, além de trazer também as últimas atividades realizadas pela Ajufe no segundo trimestre de 2018.

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 12

    Agora em formato digital, a edição reúne verdadeiros talentos da Justiça Federal, que mostram seus dons musicais, poéticos, em versos e até em fotografias.

    Agenda Político-Institucional
    Agenda Político-Institucional 2018

    O documento lançado em 2018 reúne as principais demandas legislativas, administrativas e judiciais de interesse da Ajufe, além dos projetos de integração entre associação e o cidadão. O objetivo é dar transparência à estratégia de ações da magistratura federal junto aos Três Poderes e à sociedade.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org