Wedy participa de solenidade de divulgação do manifesto em favor da Lei da Ficha Limpa

    O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Gabriel Wedy, participou nesta terça-feira (21) de solenidade na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) onde foi divulgado o manifesto em favor da Lei da Ficha Limpa (LC nº 135/2010). O documento foi encaminhado aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que julgam, na tarde desta quarta-feira (22), o Recurso Extraordinário (RE 630147), que analisará a Lei Complementar nº 135/2010 (Lei da Ficha Limpa). O recurso foi ajuizado pelo ex-senador pelo Distrito Federal, Joaquim Roriz, que concorre ao governo do DF.

    Após leitura do manifesto, feita pelo presidente da OAB, Ophir Cavalvante Filho, o presidente da Ajufe, em discurso, enfatizou a importância da Lei. “Os juízes federais do Brasil, estão emanados com as entidades e a sociedade brasileira em defesa da plena constitucionalidade da Lei Complementar 135/2010. É uma exigência do povo brasileiro, um parlamento republicano ético. Temos um parlamento respeitável, mas precisamos aperfeiçoá-lo, melhorá-lo, suprir as deficiências”, afirmou.

    Lei da Ficha Limpa


    A Lei Complementar n.º 135, de 4 de junho de 2010,  altera a Lei Complementar n.º 64, de 18 de maio de 1990, que estabelece, de acordo com o art. 14, § 9º da Constituição Federal, casos de inelegibilidade, prazos de cessação e determina outras providências, para incluir hipóteses de inelegibilidade que visam proteger a probidade administrativa e a moralidade no exercício do mandato.

    Segundo levantamento do instituto Ibope sobre a Lei da Ficha Limpa, 85% dos brasileiros são a favor da lei. A pesquisa encomendada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) mostra, também, que 43% dos entrevistados conhecem algum caso de compra de votos e 41% conhecem alguém que tenha trocado o voto por algum beneficio. Foram entrevistadas 2.002 pessoas, entre 18 e 21 de agosto, em 140 cidades.
    Manifesto

    Segundo o manifesto, “o princípio do estado de inocência simplesmente não é aplicável às inelegibilidades. Aqui vigora outro princípio constitucional: o da proteção. A sociedade tem o direito político negativo de fixar critérios para a elegibilidade, desde que o faça — tal como empreendido por meio da LC 135/2010 – por via legislativa complementar à Constituição”. O manifesto é dirigido aos ministros do STF.

    Julgamento

    Nesta quarta-feira (22), a partir das 14h, o Plenário do STF julgará a constitucionalidade da lei. O relator do processo é o ministro Ayres Britto.

    O presidente da Ajufe expôs a solidariedade dos juízes federais do Brasil com o movimento. “Esperamos que o STF, como guardião da Constituição, amanhã faça valer essa Lei, que é tão importante para a sociedade e para o povo brasileiro” disse.

    Também participaram da solenidade, representantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP), Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), e outros representantes da sociedade civil organizada.

    Texto: Nathalia Flegler
    Revisão: Andréa Mesquita
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 12

    Agora em formato digital, a edição reúne verdadeiros talentos da Justiça Federal, que mostram seus dons musicais, poéticos, em versos e até em fotografias.

    Agenda Político-Institucional
    Agenda Político-Institucional 2018

    O documento lançado em 2018 reúne as principais demandas legislativas, administrativas e judiciais de interesse da Ajufe, além dos projetos de integração entre associação e o cidadão. O objetivo é dar transparência à estratégia de ações da magistratura federal junto aos Três Poderes e à sociedade.

    Informativo Ajufe
    Março de 2018

    A 38ª edição do Informativo da Ajufe traz as últimas atividades realizadas pela Ajufe entre o final de 2017 e o primeiro trimestre de 2018.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org