Justiça Federal condena advogada por tráfico internacional de drogas no MT

    A Justiça Federal condenou 22 pessoas, dentre elas a advogada com registro no Estado, Rúbia Ferretti Valente, por tráfico internacional de drogas. Os condenados foram presos em janeiro do ano passado durante a Operação Alfa, da Polícia Federal em Mato Grosso e outros cinco estados. A sentença foi dada em julho pela 2ª Vara Federal de São José do Rio Preto, em São Paulo.

    Rúbia Valente foi condenada a 29 anos e 10 meses de prisão em regime fechado. Por ser advogada, a ré cumpre prisão domiciliar. A Justiça recomendou que a PF de Cuiabá continue a fazer o monitoramento da residência da vítima.

    O objetivo da Operação Alfa, coordenada pela PF de São José do Rio Preto (SP), foi desarticular um esquema de tráfico de drogas internacional. As investigações começaram em 2007 e revelaram que a principal fonte de abastecimento de drogas do interior do estado de São Paulo vinha da Bolívia e entrava no Brasil pela cidade de Cáceres, em Mato Grosso. A droga também entrava no país por Corumbá, no Mato Grosso do Sul, e era vendida em São Paulo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais e Distrito Federal. Para a operação, a Justiça expediu 85 mandados de prisão em vários estados.

    Em Mato Grosso, a PF prendeu, em Cáceres, o pintor Alexandro Balbueno, a irmã dele, Andréa Balbueno, e o marido dela, Robson Pereira da Silva, além de outros dois irmãos, Credimar da Silva Santos e Ademir da Silva Santos. Em Mirassol D´Oeste, foram presas duas pessoas da família Galha: Luiz Galha, preso anteriormente por tráfico de drogas, e Marta Galha.

    A advogada Rúbia Ferreti Valente e o marido dela, Wanderley José Valente, além de um policial militar, foram presos em Cuiabá. Também foram apreendidos 13 veículos e R$ 35 mil.

    A Justiça ainda absolveu nove dos 85 envolvidos apontados pela PF: Ademir Gonçalves da Silva Santos, Milton Agostinho da Silva Júnior, Paulo César de Milanda, Renan da Costa, Rogério Bezerra Nogueira, Sebastião Divino da Silva, Claiton Magela Simões Duarte, Credimar da Silva Santos e Elza de Fátima Souza foram absolvidos pela Justiça.

    Fonte: Diário de Cuiabá
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 12

    Agora em formato digital, a edição reúne verdadeiros talentos da Justiça Federal, que mostram seus dons musicais, poéticos, em versos e até em fotografias.

    Agenda Político-Institucional
    Agenda Político-Institucional 2018

    O documento lançado em 2018 reúne as principais demandas legislativas, administrativas e judiciais de interesse da Ajufe, além dos projetos de integração entre associação e o cidadão. O objetivo é dar transparência à estratégia de ações da magistratura federal junto aos Três Poderes e à sociedade.

    Informativo Ajufe
    Março de 2018

    A 38ª edição do Informativo da Ajufe traz as últimas atividades realizadas pela Ajufe entre o final de 2017 e o primeiro trimestre de 2018.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org