CNJ vai criar banco nacional de ações coletivas

    Se depender do Conselho Nacional de Justiça, o julgamento das ações coletivas será mais rápido. O órgão vai criar um banco de dados só com esse tipo de processo. O sistema deve reunir informações sobre autos que estão tramitando por todo o país, como ações civis públicas e ações populares relacionadas ao Direito do Consumidor e meio ambiente, apenas para citar dois.

    Além da criação do banco, um grupo de trabalho, instituído pela Portaria 198 do CNJ, vai propor medidas que garantam um julgamento mais célere dos processos. A equipe é composta por juízes auxiliares da presidência e da Corregedoria do Conselho, magistrados, servidores e membros do Ministério da Justiça.

    “Pretendemos, inicialmente, fazer um diagnóstico da situação no país, para propor formas mais eficientes de julgar essas ações e evitar a recorrência de processos idênticos”, explica Felipe Locke Cavalcanti, conselheiro do CNJ e coordenador do grupo. A proposta é que o banco de dados seja alimentado de forma automática a partir das informações constantes na autuação dos processos pelos tribunais.

    O grupo espera que as medidas propostas ajudem a desafogar o Judiciário, além de garantir maior agilidade à solução de processos relacionados a contratos bancários e planos de saúde, por exemplo. Locke lembra que a Justiça brasileira concentra uma grande quantidade de ações coletivas repetidas, com tema, objetos e partes semelhantes. “Hoje faltam mecanismos de comunicação o que acaba gerando uma sobreposição de decisões, inclusive conflitantes, a respeito de uma mesma matéria”, alerta o conselheiro.

    Na última quinta-feira (14/10), o grupo decidiu encaminhar ofício à presidência dos tribunais brasileiros para que o CNJ fique a par da situação dos trâmites. "Nossa ideia é propor soluções em conjunto com todos os tribunais, aproveitando experiências e os sistemas já existentes”, explica Locke. Com informações da Assessoria de Comunicação do CNJ.

    Fonte: Conjur

    Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/AJUFE_Brasil
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 12

    Agora em formato digital, a edição reúne verdadeiros talentos da Justiça Federal, que mostram seus dons musicais, poéticos, em versos e até em fotografias.

    Agenda Político-Institucional
    Agenda Político-Institucional 2018

    O documento lançado em 2018 reúne as principais demandas legislativas, administrativas e judiciais de interesse da Ajufe, além dos projetos de integração entre associação e o cidadão. O objetivo é dar transparência à estratégia de ações da magistratura federal junto aos Três Poderes e à sociedade.

    Informativo Ajufe
    Março de 2018

    A 38ª edição do Informativo da Ajufe traz as últimas atividades realizadas pela Ajufe entre o final de 2017 e o primeiro trimestre de 2018.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org