Justiça Federal julga ações sobre terras no PR

    A Justiça Federal pode julgar conflitos entre União e estados quando já existe ação transitada em julgado que declara a inexistência de qualquer direito do estado sobre o caso em análise. Com esse argumento, o ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal, acolheu o pedido do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em cinco Ações Cíveis Originárias, determinando que a Justiça Federal no Paraná julgue casos referentes a títulos de terras em faixa de fronteira no estado.

    “Declarada a inexistência de qualquer direito do estado do Paraná sobre essas terras em acórdão transitado em julgado, não há falar em sua atuação como litisconsorte, sejas nas ações civis públicas, seja nas ações de desapropriação e seus incidentes”, afirmou o ministro. Com a decisão, ficou afastada a incidência do artigo 102, inciso I, alínea “f”, da Constituição de 1988, que diz ser competência do STF julgar conflitos entre União e estados.

    Ao se pronunciar, o Incra afirmou que o STF não tem competência para julgar a causa, o que foi confirmado pelo ministro. “A competência para julgar a presente ação é da Justiça Federal no estado do Paraná”. Ele citou precedentes do Supremo nesse sentido.

    Joaquim Barbosa determinou a devolução dos autos para a Vara Federal de Cascavel. (ACOs 745, 746, 550, 551 e 581)



    Fonte: Consultor Jurídico
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 12

    Agora em formato digital, a edição reúne verdadeiros talentos da Justiça Federal, que mostram seus dons musicais, poéticos, em versos e até em fotografias.

    Agenda Político-Institucional
    Agenda Político-Institucional 2018

    O documento lançado em 2018 reúne as principais demandas legislativas, administrativas e judiciais de interesse da Ajufe, além dos projetos de integração entre associação e o cidadão. O objetivo é dar transparência à estratégia de ações da magistratura federal junto aos Três Poderes e à sociedade.

    Informativo Ajufe
    Março de 2018

    A 38ª edição do Informativo da Ajufe traz as últimas atividades realizadas pela Ajufe entre o final de 2017 e o primeiro trimestre de 2018.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org