Militar argentino pede liberdade ao Supremo até julgamento de extradição

    Acusado de homicídio e desaparecimento forçado de pessoas — crimes previstos no Código Penal argentino — o militar argentino Norberto Raul Tozzo pediu, no Supremo Tribunal Federal, que sua prisão preventiva seja relaxada. No Habeas Corpus, os advogados alegam excesso de prazo. Em último caso, ele pede prisão domiciliar até o julgamento do pedido de extradição feito pela Argentina.

    Tozzo está preso preventivamente desde 17 de setembro de 2008. O militar aposentado alega que, por ser idoso, tem direito ao benefício de prioridade na Justiça, como dispõe o Estatuto do Idoso. “É assegurada prioridade na tramitação dos processos e procedimentos e na execução dos atos e diligências judiciais em que figure como parte ou interveniente pessoa com idade igual ou superior a 60 anos, em qualquer instância”, determina o artigo 71.

    Ele argumenta que não pretende levar uma vida de fugitivo. Aos 65 anos, diz que “não possui condições físicas nem psicológicas para isso”. Ainda no pedido, ele se compromete a manter residência fixa no Brasil, entregar o passaporte e qualquer outro documento que o STF venha a exigir.

    Segundo a defesa, para o extraditando, o processo que acontece no Brasil é vantajoso. Isso porque, mesmo em caso de concessão, o governo da Argentina precisa concordar em não submeter o condenado à prisão perpétua, assim como ele não poderá ser julgado por crimes anteriores à extradição. Com informações da Assessoria de Comunicação do STF.

    Fonte: Conjur
    Programa
    TV Justiça
    Sábado às 16:30 Oi 21 | CLARO 05 | SKY 24 | NET 26 | VIVO/GVT 232
    Reprise:
    Segunda 11:00 | Quarta 11:00 | Sexta 11:00 | Domingo 15:00

    Boas Práticas na Justiça

    Cadastro

    Seja um Associado da Ajufe!

    Revista de Cultura
    Revista de Cultura nº 12

    Agora em formato digital, a edição reúne verdadeiros talentos da Justiça Federal, que mostram seus dons musicais, poéticos, em versos e até em fotografias.

    Agenda Político-Institucional
    Agenda Político-Institucional 2018

    O documento lançado em 2018 reúne as principais demandas legislativas, administrativas e judiciais de interesse da Ajufe, além dos projetos de integração entre associação e o cidadão. O objetivo é dar transparência à estratégia de ações da magistratura federal junto aos Três Poderes e à sociedade.

    Informativo Ajufe
    Março de 2018

    A 38ª edição do Informativo da Ajufe traz as últimas atividades realizadas pela Ajufe entre o final de 2017 e o primeiro trimestre de 2018.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org