Em sessão virtual, CJF aprova efeito retroativo do abono de permanência tardio

    O Conselho da Justiça Federal (CJF) aprovou o efeito retroativo do abono de permanência tardio. A sessão virtual que começou na última quarta-feira (03/08) foi encerrada nesta sexta-feira (05/08).

    A questão, levada ao CJF pela Ajufe em abril deste ano, reforçava que o pagamento ocorresse desde o dia de cumprimento dos requisitos para obtenção da aposentadoria voluntária e permanência em atividade, especialmente nos casos de averbação a posteriori dos 17% do tempo de serviço prestado até a publicação da EC n. 20/1998, assim como de quaisquer outras averbações tardias de tempo de contribuição.

    No pedido, a Ajufe sustentou que o pagamento retroativo do abono de permanência nos casos de averbação dos 17% e de outras averbações tardias de tempo de contribuição é decorrência lógica da própria norma constitucional que criou o instituto.

    GAJU - A Ajufe ainda atuou como interessada em parceria com a Ajufesp referente à GAJU de uma magistrada federal, obtendo amplo êxito.

    Durante a semana foram entregues memoriais ao CJF sobre os temas.

    Veja a petição da Ajufe sobre o Abono: https://bit.ly/3uZZ3Mz
    Veja o memorial do Abono: https://bit.ly/3QlhgNM
    Acesse o memorial da GAJU: https://bit.ly/3Q5SZvw

    Tags:
    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?

    Ajufe.org

    A Ajufe utiliza cookies com funções técnicas específicas.

    Nós armazenamos, temporariamente, dados para melhorar a sua experiência de navegação. Nenhuma informação pessoal é armazenada ou capturada de forma definitiva pela Ajufe. Você pode decidir se deseja permitir os cookies ou não, mas é necessário frisar que ao rejeitá-los, o visitante poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do Portal Ajufe. Enfatiza-se, ainda, que em nenhum momento cria-se qualquer tipo de identificador individual dos usuários do site. Para demandas relacionadas a Tratamento de Dados pela Ajufe, entre em contato com privacidade@ajufe.org.br.