IV FONAGE, o Fórum de gestão estratégica da Ajufe, tem início em Vitória (ES)

    Inovação, interação entre sociedade, tecnologia, meio ambiente e atuação da Justiça focada no ser humano foram o destaque na abertura do IV FONAGE, nessa segunda-feira (02), em Vitória (ES). O evento, produzido pela Ajufe, vai até esta quarta-feira (04), e tem o objetivo de estimular a criação e sistematização de políticas administrativas para o sistema de justiça brasileiro, além de buscar soluções para uma gestão democrática, prospectiva e eficiente do Poder Judiciário.

    Durante a abertura, o presidente da Ajufe, Fernando Mendes, elogiou a integração entre as associações regionais e os órgãos do Poder Judiciário para a realização do IV FONAGE. "essa integração é fundamental para que possamos pensar a Justiça do Futuro. A pauta da Agenda 2030 é muito importante, principalmente, porque precisamos fazer cada vez mais com menos. Por isso, precisamos nos reinventar para que o Poder Judiciário cumpra seu papel", avaliou.

    Participaram da solenidade a conselheira do CNJ, Maria Tereza Uille, os presidentes do TRF1 e TRF3, Carlos Moreira Alves e Therezinha Cazerta, respectivamente, o desembargador federal do TRF2, Luís Antônio Soares, e o diretor da Caixa Jailton Zanon. Os juízes federais Marcelo Lelis e Cristiane Chmatalik coordenam o evento.

    Talk show e premiação

    Logo após a cerimônia, os participantes acompanharam um talk show com o CEO da Future Law, Alexandre Zavaglia, e o especialista em Governo Digital, Ademir Milton Piccoli. O debate foi mediado pelos juízes federais Cristiane Chmatalik e Marco Bruno Miranda Clementino.

    A cerimônia ainda contou com o lançamento da Rede Nacional dos Centros de Inteligência, com viabilização no portal da Ajufe, que permitirá a interligação entre os Centros de Inteligência da Justiça Federal. E também com a Premiação Ajufe Boas Práticas de Gestão, que tem o objetivo de identificar, valorizar e destacar experiências exitosas realizadas na Justiça Federal. Nesta quarta edição do Prêmio, além das quatro categorias tradicionais (magistrados, servidores, estagiários e estudantes), foi premiada a categoria especial, que selecionou práticas relacionadas à implementação dos ODS (Objetivos para Desenvolvimento Sustentável), agenda 2030 da Organização das Nações Unidas. Veja o resultado aqui: http://bit.ly/2lBrikA

    A ex-ginasta brasileira Laís Souza encerrou a noite de abertura do IV FONAGE contando sua história de vida, com o tema "Transformar o futuro é possível".

    Nos próximos dias, além de painéis sobre a Agenda 2030 e o Poder Judiciário, os participantes do evento terão a oportunidade de escolher oficinas sobre acesso à justiça - inovação para o desenvolvimento global, transparência e gestão orçamentária e Justiça Federal inclusiva.

    Previous Next
    Tags:
    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org